quinta-feira, setembro 22, 2005

Fogo de Artifício vs Zé Povinho

O tema do Fogo de Artifício já foi por mim abordado em posts anteriores, de qualquer forma e uma vez que é uma manifestação que dá azo a inúmeras paranóias, aqui vai mais uma...

Há algum tempo atrás fui a uma daquelas festas "populares" que têm como grande atracção uma banda pimba qualquer que ninguém vê e, para fim de festa, um grandioso fogo de artifício.
O que me espanta/diverte mais é ver que os "populares" se mantêm horas e horas no recinto das festas à espera desse grandioso espectáculo que é o fogo de artifício, que por vezes só se realiza a altas horas....é delicioso ver a cara de sexagenários a quem já aconteceu de tudo na vida (mortes de filhos, divórcios, rixas avulsas com vizinhos por causa de um muro, etc...) a olharem especados e maravilhados - como se fossem crianças - para umas cenas no ar a explodir e a produzirem barulho e luzes!!!

Além disso...conhecem alguém que podendo ter visto um fogo de artifício, tenha optado de livre e espontânea vontade não o fazer? Impossível!

Já para não falar que a festa até pode ser uma porcaria, mas se tem um grande fogo de artifício final o povão vai para casa contente e radiante!

O que me leva a concluir que o mal dos ditadores mundiais é não usarem mais vezes o fogo de artifício em seu favor...imaginem aí uma execução pública num campo de futebol com um foguinho de artifício no fim. Tinha logo outro charme!!

3 comentários:

Pedro disse...

Leitão esta é para ti, à medida que escrevia isto estava a morrer a rir a imaginar o gajo!...

em relação à pergunta acham que alguém podendo ter visto um fogo de artifício não o tenha feito...

é óbvio que o rui do café paris de mondim não vê essas "manifestações de seres inferiores"

imagina aí o gajo...."amigos, não percebem que isto é apenas um fait-divers para nos entreter...eu tenho outros interesses, coisas sim em que vale a pena gastar o nosso tempo.
sim, por trás deste ar rude está um homem sensível....eu pinto, leio muito, faço modelismo, componho sinfonias, aprecio numismática, gosto de ir a uma exposição, enfim coisas que o ser normal não aprecia.

Já agora, e para vos deixar com uma despedida digna, gostava de recitar um pouco de eugénio de andrade....(inspiro profundo)"

eheheh....e Viva a Volta!!

Freddy disse...

Taliban dixit...

Abraço da Zona Franca

Francis Ford Cabode disse...

Só um conselho: Vejam o «LAND OF THE DEAD»... Explica muito sobre o tema proposto....